05 janeiro 2015

A MULHER SILENCIOSA ~ A.S.A. HARRISON


Sentimento é terra desconhecida. Nesse livro você vai conhecer a história de Jodi, uma psicóloga que passou parte de sua existência criando mecanismos para não repetir a história de sua mãe, a esposa de um traidor de emoções, que vivia a margem dos acontecimentos. Uma mulher forte, fragilizada pelo afeto desordenado! 

Você vai conhecer Todd, um homem que nunca deixou de criticar seu pai pela violência, não física, mas emocional, a que submeteu sua mãe. Um empresário bem sucedido, um marido exemplar.

Vai conhecer Natasha uma jovem que não percebe erro em suas ações, não por falta de idade, mas por maturidade e 'bom senso' comprometidos pela vida. Natasha culpa os outros quando algo não vai da forma como ela quer e pouco reflete em seus repetidos erros.


Para quem gosta de um bom drama psicológico, esse livro é fantástico. O passeio pela mente dos personagens, é revelador e intenso.

…Me fez pensar: Normalmente repetimos o que temos mais medo, de certa forma, porque não deixamos o passado para trás e nos condicionamos, sem perceber, a repeti-lo. 

Quando terminei o livro disse em vós alta: avante presente, abaixo o passado e que o futuro seja bom. Sem nenhuma dúvida uma boa leitura para quem gosta de 'dramas psicológicos'.

Quem preferir A Mulher Silenciosa foi adaptado para o cinema tendo Nicole Kidman, como protagonista e produtora do filme.


3 comentários:

  1. Um drama psicológico é sempre interessante, leva à uma compreensão maior de si mesmo. Acho que a solução do grande problema da vida está no autoconhecimento. Os maiores filósofos gregos já diziam: " Homem conhece-te a ti mesmo." Por isso o silêncio é necessário, a alma silenciosa busca uma outra voz, uma voz desprovida de ego, um eco que surge do infinito. Nós humanos vivemos num mundo cheio de ilusões, um mundo criado para servir ao nosso ego, é preciso fazer-se pequeno, tão pequeno quanto um grão de areia e perceber que estamos sujeitos à todo tipo de transtorno emocional . A única saída é ser humilde sempre, ultrapassar a barreira da ignorância e conhecer-se. Buscar o silêncio não significa fechar os ouvidos mas sim abrir as portas e as janelas da alma e permitir que o sol entre e irradie toda sua luz. É um trabalho árduo, um aprendizado diário, um doloroso clamor da alma...

    ResponderExcluir
  2. Diane, você tem razão ao afirmar que seriamos mais 'ajustados' e justos se nos ocupassemos mais a nos entender (conhecer) melhor. Infelizmente, poucas pessoas tiram esse tempo para si. Muitos até, preferem ocupar-se da vida de outros. A fuga de si mesmo é um constante desatino, porque a necessidade de nos descobrir é intensa e nunca vai embora. Obrigada por colocação que me fez pensar e repensar.

    ResponderExcluir
  3. Obrigada à você Claudia. Tenho aprendido muito com suas páginas. É muito bom poder trocar ideias e as sugestões de leitura são sempre boas. E isso é um verdadeiro aprendizado para o autoconhecimento... a leitura e a troca de ideias nos faz repensar a própria vida. Adorei a sugestão desse livro.

    ResponderExcluir

Cartas de Amor de Uma Santa ~ Gianna Beretta

Vale a leitura desse livro. Coletei algumas citações que compartilho com vocês: “O Segredo da felicidade é de viver  momento a moment...