06 janeiro 2015

O MENINO DO PIJAMA LISTRADO – John Boyne

Nesse livro conhecemos a história de Bruno, um jovem alemão de 9 anos e de seu amigo o judeu Shmuel, também com 9 anos.

Filho de um militar nazista, Bruno, muda da confrontável mansão em Berlim para uma casa nas proximidades de um campo de concentração de judeus, administrado por seu pai. 

Todavia Bruno não tem noção do que se passa na fazenda, como seu pai chama o campo de judeus. Tudo que Bruno sabe é que ele não deve se aproximar da cerca. Bruno também não sabe que a saudação Heil Hitler é algo especifico, para ele era apenas uma saudação, uma forma educada de agir.

Quando ele olha pela janela do seu quarto, ele consegue ver as pessoas da fazenda e fica curioso com a fumaça preta que as vezes sai pelas chaminés, mas seus pais nunca comentam sobre isso. Por algum motivo, que Bruno não entende, todos usam um pijama listrado cinza, mas sua mãe se recusa a dizer o porque e parece ficar triste com as perguntas de Bruno.

Um dia, explorando os arredores da casa, ele chega a cerca e encontra do outro lado um menino. Ele usa o pijama listrado e tem um semblante triste. Ele também sabe pouco do que está acontecendo. Os dois ficam amigos, ignorando o fato de viverem em ambientes diferentes, eles criam um espaço de lazer. Um relacionamento de paz perdido no meio da guerra, cuja ingenuidade é fator principal para o enredo e desfecho extraordinários.


Um livro escrito com grande sensibilidade, pelo olhar de dois meninos que tudo que queriam era viver em paz. E eu me pergunto: O que acontece com as crianças quando elas crescem? porque esquecemos os nossos sonhos de paz?

Escrito com muita sensibilidade o livro chegou as telas de cinema e fica a dica para quem quiser ver o filme ao invés de ler o livro, ou melhor ainda leia e veja...

Kafka e a Boneca Viajante ~ Jordi Sierra i Fabra

'As noções do simbólico e real, são caminhos que percorremos até chegar a aceitação das frustrações ou perdas, ou como disse a bo...