15 janeiro 2018

Dançando Sobre Cacos de Vidro ~ Ka Hancock

Fazia tempo que não chorava tanto lendo um livro. Chorei, chorei, chorei... a história é intensa... especialmente se você perdeu alguém com câncer. A descrição é ‘devastadora’.
Ka Hancock, nascida em Utah, Estados Unidos autora de Dançando Sobre Cacos de Vidro, trabalhou em várias áreas da Medicina, mas seu primeiro amor é a psiquiatria. Casada, mãe de quatro filhos, no meio de tantas coisas para fazer, ela se organizou para escrever seu primeiro livro de ficção, um bom livro!
Dançando Sobre Cacos de Vidro conta a história de Mickey e Lucy, um homem com transtorno bipolar e uma mulher com histórico de câncer que lutam contra as improbabilidades de um relacionamento. 

Contrariando toda a lógica que indicava que essa história de amor não teria futuro, eles se casam e firmam – por escrito – um compromisso para fazer o relacionamento dar certo. Mickey promete tomar os remédios. Lucy promete não culpá-lo pelas coisas que ele não pode controlar. Mickey será sempre honesto. Lucy será paciente. Depois que Lucy quase perde uma batalha contra o câncer, eles criam mais uma regra: nunca terão filhos, para não passar adiante sua herança genética. Porém, no 11° aniversário de casamento, durante uma consulta de rotina, Lucy descobre que está grávida. 
Sem nenhuma dúvida um livro que balança sentimentos...




03 janeiro 2018

Origem ~ Dan Brown


No livro Origem, quem está acostumado com o estilo de Dan Brown vai rever Robert Langdon, professor de Iconografia da Universidade de Havard em Barcelona. 

Langdon vai encontrar Edmond Kirsch, amigo bilionário que promete revelar respostas para as perguntas: De onde viemos? E para onde vamos? (muitos tentaram antes). Essa revelação, segundo Kirsch vai 'acabar com as religiões e fortalecer a posição da ciência e da inteligência artificial no mundo.'

Obviamente a escrita de Brown em quase todos os seus livros, exceto Fortaleza Digital e Ponto de Impacto incomoda ‘verdades da fé’ mas nada que ele mesmo possa provar. Assim de especulação em especulação, ele consegue ambientar suas controvérsias em maravilhosos roteiros que ao contrário das falácias anti-religião de Brown, nos fazem viajar por catedrais, museus, conhecer obras de arte... As vezes me pergunto o que seria de Brown sem a fixação que ele tem em criticar a Igreja católica, uma vez que os ambientes mais interessantes de seus livros são parte da Igreja Católica. Mas é certo que se você é fascinado por história, escultura, quadros, música... é difícil não ser fascinado com a história da Igreja.

Caso não tenha lido, Anjos e Demônios, nessa obra Brown trabalha o conflito entre a Igreja Católica e a Ciência. Conflito que me parece estar enraizado em Brown, porque se aprofundarmos grandes pensadores veremos como diz Santo Agostinho, ‘Fé e ciência: são duas asas para elevar-se à verdade’.

No livro O Código Da Vinci, ele sugeriu que Jesus e Madalena formavam um par. Uma acusação antiga, sem prova e que não minimiza em nada a mensagem de Jesus para o mundo.

Em Inferno, vale a lembrança do clássico da literatura: A Divina Comédia, e a belíssima descrição de lugares como Florença, Veneza e Istambul. 

O sucesso de Brown é grande: aos 53 anos o autor vendeu mais de 200 milhões de livros em 56 línguas. 3 de seus livros se transformaram em filmes (não assisti a nenhum, li todos os livros).

O fato é que as portas para a pesquisa estão abertas e minha esperança é que Dan Brown continue sua busca pela verdade e que um dia ele decida ler em profundidade a filosofia e a teologia da Igreja Católica que ele tanto ataca e encontre o que ele sonha: a integração da ciência e da fé. 





28 dezembro 2017

Silêncio na Floresta ~ Harlan Coben

Vinte anos atrás, em um acampamento de verão, dois adolescentes foram assassinados e dois desapareceram. Anos depois, em outros dois acampamentos, crimes semelhantes acontecem, e o culpado foi encontrado e preso. Ele trabalhava como conselheiro dos acampamentos. Nunca foi provado que ele foi o responsável pelas mortes no Acampamento de Ira Silverstein.

Paul Copeland, promotor público e irmão de Camille, desaparecida na floresta, nunca se recuperou da tragédia até porque ele era um dos conselheiros no acampamento e responsável por verificar se todos os jovens estavam dentro de seus dormitórios. Seu pai nunca deixou de procurar Camille, a Mãe de Paul desapareceu e sua namorada Lucy Silverstein, filha do dono do acampamento, terminou o namorol.

Trabalhando em um caso de estupro, envolvendo uma stripper de 16 anos e dois universitários de famílias ricas, Paul vai ter sua vida revirada e os fatos de 20 anos atrás são relembrados.

Os pais dos jovens querem pressionar Paul a desistir do caso e com isso começam a investigar o Crime da Floresta. Paul é chamado para reconhecer o corpo de um homem que foi assassinado. Os investigadores encontraram muitos clippings sobre a vida de Paul, relacionado com o acampamento. Paul reconhece o corpo de Gil Perez, um dos jovens desaparecidos há vinte anos atrás.

É um bom livro, quem leu outras obras de Coben, sabe que há suspense, romance, drama, dilema,  e muito bom humor e sarcasmo. Vale a leitura.

Harlan Coben, livros Idependentes:
  1. Livros não lançados no Brasil: Play Dead (1990)/ Miracle Cure (1991)
  2. Não Conte a Ninguém (2001)
  3. Desaparecido para Sempre (2002)
  4. Não Há Segunda Chance (2003)
  5. Apenas um Olhar (2004)
  6. O Inocente (2005)
Harlan Coben - Série Myron Bolitar:
  1. Série MB - Quebra de Confiança (1995)
  2. Série MB - Jogada Mortal (1996)
  3. Série MB - Sem Deixar Rastros (1996)
  4. Série MB - O Preço da Vitória (1997)
  5. Série MB - One False Move (1998)
  6. Série MB The Final Detail (1999) 
  7. Série MB - Darkest Fear (2000) 
  8. Série MB - A Promessa (2006)
  9. Série MB - Quando Ela se Foi (2009)
  10. Série MB - Alta Tensão (2011)
Harlan Coben - Série Mickey Bolitar:
  1. Refúgio (2011)
  2. Uma Questão de Segundo (2012)
  3. A Toda Prova (2014)

26 dezembro 2017

Maya ~ Jostein Gaarder

     
Maya, é uma mistura de filosofia, biologia e espiritualidade na busca de respostas para: qual o sentido da vida? O que é o universo? Como tudo começou?

A história de Maya (que significa Ilusão) é contada do ponto de vista de Frank (um biólogo evolucionista da Noruega, separado de sua esposa Vera por uma tragédia) e  John Spooke, um escritor inglês (sofrendo a morte da sua esposa,  Sheila).

Os personagens se encontram em Fiji, na chegada do novo milênio.

Frank e Spooke, conhecem o casal cigano Ana e José, que constamente trocam citações filosóficas (mais tarde entendidas como parte de O Manifesto).

A novela segue com mais uma pergunta de Frank: porque Ana me parece tão familiar, não só para mim, mas para outras pessoas?

A estrutura da narrativa apresenta muitas mudanças: por exemplo, parte da novela é escrita em forma de uma carta de Frank para Vera, escrita por Spook. Outra parte da história acontece no presente, narrada por Frank e Spook. E outra parte ainda é narrada na perspectiva de Jose e Ana.

Outros livros que li e resenhei do Gardeer são: 





Dançando Sobre Cacos de Vidro ~ Ka Hancock

Fazia tempo que não chorava tanto lendo um livro. Chorei, chorei, chorei... a história é intensa... especialmente se você perdeu alguém ...