04 setembro 2015

O TESTAMENTO ~ John Grisham

O livro se inicia com a leitura do testamento de Troy Phelan, dono de onze bilhões de dólares. A sua fortuna o coloca como um dos dez homens mais ricos dos Estados Unidos.

Dentre seus mais ávidos herdeiros estão suas três ex-esposas e alguns filhos. Troy Phelan nas poucas páginas em que se faz presente nos passa a ideia de um homem cético em relação a bondade do ser humano. Ele não é uma figura com a qual empatizamos… durante sua vida não fez questão de ser UM exemplo ... foi um pai ausente e um marido de muitas aventuras extraconjugais.

Ele se despede da vida através de um suicídio planejado friamente com o intuito de causar choque e criar um grand finale.

Todos os seus herdeiros, auxiliados por advogados sem escrúpulos, começam a arquitetar diversas ações para conseguirem o dinheiro que, imaginam eles, será o passaporte para uma vida de tranquilidade. Contudo uma informação que não era esperada até mesmo pelo advogado pessoal de Troy muda o rumo que a fortuna terá.

No centro da trama está Nate O’Riley, advogado, alcoólatra, que tem de mergulhar em outra selva, o pantanal Mato-grossense, e encontrar o verdadeiro destino da fortuna de Troy Phelan.

Contraponto genialmente o concreto das grandes cidades com os alagados do rio Paraguai, John Grisham nos leva a dois mundos, cada qual com seus perigos e belezas. Mais do que uma história feita de artimanhas jurídicas e bizarros personagens, O testamento é uma trajetória de um homem em busca de valores mais permanentes do que a embriaguez do poder.


John Grisham escreveu este romance após uma longa estada no Pantanal Mato-grossense, quando esteve em contato com missionários religiosos americanos e com a vida selvagem daquela região. "Espero não ter descrito o Pantanal como um enorme pântano repleto de perigos. Não é. É uma preciosidade ecológica que atrai muitos turistas e todos sobrevivem" escreveu Grisham. Além dos incríveis panoramas da vida natural que desenha em seu livro, o escritor retrata, com muito humor, aspectos típicos da vida do brasileiro. No capítulo 38, por exemplo, ele explica o que é o despachante: "É parte essencial da vida no Brasil. É o homem que facilita tudo. Num País onde a burocracia é antiquada e lenta, o despachante é o homem que conhece os funcionários da prefeitura, dos tribunais, os agentes da alfândega".

Outras resenhas de John Grisham, por ordem de publicação do autor:
1. Tempo de Matar
2. A Firma
7. O Júri

A Garota Na Teia de Aranha ~ David Lagercrantz

Quando a NSA, Agência de Segurança Americana, recebe a mensagem: “você foi invadido”, Ed Needham, responsável pela segurança dos computad...